31/08/2016 - 09:00
Branding

Brand Humanization: por que sua marca deve agir como uma pessoa?

O relacionamento distante e frio entre empresa e cliente tem sido cada vez mais evitado pelas grandes marcas, dando lugar ao conceito de Brand Humanization. Neste post, você vai entender o que isso significa e por que sua marca também deve adotar essa estratégia. Confira:

 

O que é Brand Humanization?

De forma sucinta, o Brand Humanization é uma tendência em que as empresas podem humanizar a entidade que as pessoas consideram uma marca distante delas, sem rosto e sem personalidade.

Esse é um novo nível de comunicação, mais aberta, mais pessoal, mais próxima do cliente, e o grande desafio dos profissionais de marketing é derrubar essa fachada séria e corporativa.

A influência da cultura online, das conversas imediatistas e dos diálogos mais sinceros tem afastado cada vez mais o público de marcas muito sérias, quadradas e que ainda têm uma comunicação muito distante e impessoal.

Marcas mais humanas, que falam diretamente, sem floreios e sempre com muito bom humor são as mais queridas, e acredite: seus fãs as personificam e passam a pensar nelas como se realmente fossem pessoas, um de seus amigos.

 

Por que humanizar sua marca?

Humanizar sua marca é muito mais do que uma simples estratégia de marketing, é uma necessidade. Afinal, com esse novo modelo de comunicação rápida, as mídias sociais podem minar o seu posicionamento e todo o trabalho de branding em um piscar de olhos.

Mas existem mais razões para adotar estratégias de Brand Humanization, veja algumas delas:

 

1. Espalhar a cultura da empresa

Humanizar uma marca é aproveitar o poder das redes de pessoas para ajudar a contar histórias sobre sua marca e contar histórias atrai ainda mais pessoas, pois elas tornam o seu negócio mais atraente até para funcionários e investidores.

 

2. Marcas humanizadas ajudam a formar comunidades de pessoas reais.

E acredite: essas comunidades são fundamentais para a sobrevivência de uma marca. Um bom exemplo é a Apple. Se você visitar uma de suas lojas, vai encontrá-la cheia de pessoas que foram atraídas simplesmente pelo poder da marca.

 

3. Humanização de marca se baseia em confiança. E confiança gera valor

Seus fãs devem confiar na sua marca, caso contrário, eles podem facilmente destruí-la. Por isso, avalie sempre o seu “quociente de confiança” antes de tentar “socializar” sua marca. Lembre-se de que a confiança que seu cliente tem em você é tudo, e vem muito antes de tentar se portar como uma marca descolada, humanizada e transparente.

Outro exemplo de uma marca que faz esse trabalho muito bem é a Netflix. A empresa tem uma cultura muito forte e consegue passar isso muito bem em sua comunicação. Essa última, por sua vez, é bem direta, bem adequada a seus fãs, que são um público fiel e que já veem a marca como um dos seus, como um amigo.

 

Melhor relação com sua audiência

A interação social estimula outros comportamentos do seu público, antecipa o envolvimento da marca e pesa muito em uma decisão de compra.

Humanizar sua marca faz com que as pessoas contem histórias verdadeiras e envolventes sobre você, e se a confiança é genuína você terá um canal de comunicação aberto com seu cliente. Vocês poderão construir excelentes relacionamentos e formar verdadeiros embaixadores da sua marca.

Agora que você já conhece a importância do Brand Humanization, assine nossa newsletter para ficar por dentro de mais novidades para o seu negócio!


Nome completo

E-mail

Digite sua mensagem aqui