Você sabe o que é um Facebook chatbot? Trata-se de um robô que se torna responsável pelos atendimentos da sua empresa nessa rede social. É você quem configura o roteiro dele, sendo possível oferecer respostas instantâneas ao seu cliente.

Oferecer um atendimento de qualidade é algo essencial para a valorização de uma empresa pelo seu público. O chatbot não substitui a atuação de um ser humano, mas ajuda muito a lidar com casos corriqueiros do dia a dia. Como não são difíceis de configurar, são soluções que se encaixam em todo tipo de negócio.

Achou interessante? Então, considere incluir um Facebook chatbot à seleção de facilidades oferecidas pela sua empresa. Ele poderá fazer maravilhas pelos seus atendimentos e deixar seus clientes muito mais satisfeitos.

Quer criar o seu Facebook chatbot? Basta seguir os passos a seguir:

1. Acesse o ChatFuel

ChatFuel é um serviço gratuito, que ajuda você a criar o seu Facebook chatbot sem a necessidade de saber programação. Sua interface é intuitiva e traz todas as etapas que você precisa seguir para atingir os seus objetivos. Por ser uma solução eficaz, os nossos passos serão referentes ao uso do ChatFuel. Entre no site e autorize o acesso dele à sua conta do Facebook.

2. Escreva o roteiro do seu chatbot

Antes de colocar a mão na massa com o ChatFuel, certifique-se de criar um roteiro para o seu Facebook chatbot. Isso significa pensar em tudo o que ele dirá e quais opções dará ao público que fizer contato. Considere as suas necessidades de atendimento e busque facilitar ao máximo a vida de quem interagir com o robô. Quando tudo estiver pronto, siga para o próximo passo.

3. Crie blocos de mensagens

O ChatFuel funciona a partir da criação de blocos inteligentes com conteúdo interativo. Baseie-se no roteiro que você criou para inserir todos os modelos de interação que o seu Facebook chatbot terá. Comece pela mensagem de boas-vindas, que deve oferecer logo as principais opções de funcionalidades ao público. Com elas, você pode criar os blocos subordinados.

4. Insira cards de respostas

Dependendo das alternativas selecionadas pelo seu público, ele deve receber respostas distintas. Mais uma vez, volte ao seu roteiro para determinar quais interações devem ser planejadas. O ChatFuel usa o conceito de cards multimídia para oferecer mensagens ricas às pessoas, podendo incluir texto, imagem e até uma galeria de fotos.

5. Teste o seu chatbot

Depois de configurar o seu Facebook chatbot, certifique-se de testá-lo para ver se está funcionando corretamente. Experimente todas as opções e confira se elas geram as respostas que você planejou em seu roteiro. Caso detecte algum problema, volte à área de criação do ChatFuel e faça os ajustes necessários. Somente considere seu Facebook chatbot como finalizado após esse processo.

Pronto! Agora você tem um Facebook chatbot trabalhando a favor da sua empresa, sendo capaz de realizar atendimentos instantâneos, que terão um impacto altamente positivo no seu público. Esse é um exemplo de como a tecnologia é uma aliada do marketing, trazendo possibilidades valiosas para aprimorar sua atuação cada vez mais.

Continue aprendendo conosco sobre o valor de interações positivas com o público! Confira este artigo sobre 4 práticas essenciais para melhorar o seu marketing de relacionamento.

Será que você está cometendo erros no marketing digital? Por mais benefícios que essa área possa trazer para empresas de diversos tipos, é essencial que a sua abordagem seja impecável.

A melhor forma de garantir uma boa atuação em qualquer atividade é conhecendo os principais erros que devemos evitar. Isso não é diferente quando se trata de uma estratégia de marketing digital. Com tantas variáveis envolvidas, pode ser que alguns problemas aconteçam se você não acertar nas decisões.

Se a sua marca comete muitos erros ao atuar com marketing digital, a imagem dela sofrerá cada vez mais. Em pouco tempo, será muito difícil reconquistar a confiança do seu público e do mercado. Além disso, você estará abrindo mão dos grandes benefícios que esse meio proporciona.

Confira, a seguir, os 5 erros mais comuns no marketing digital e como evitá-los:

1. Não definir objetivos concretos

Como ter certeza se a sua campanha obteve sucesso se os objetivos dela não estão bem definidos? Um dos piores erros no marketing digital é começar a trabalhar sem ter metas. Você não só precisa saber o que deseja conquistar como também ter um número a ser atingido em sua métrica de performance. A partir daí, será possível dar início a todos os esforços necessários para chegar até esse fim. Sem um objetivo, as suas ações serão desperdiçadas.

2. Não saber usar o orçamento

Definir o quanto será gasto e como é algo essencial para qualquer tipo de planejamento, inclusive o de marketing digital. É um erro bastante grave desperdiçar recursos dessa forma, algo que não transmitirá uma boa mensagem à diretoria da sua empresa.

Para evitar problemas, certifique-se de saber exatamente o custo de cada esforço envolvido na sua campanha e confira se todos cabem no orçamento. Se não encaixarem, está na hora de realizar alguns cortes.

3. Não escolher os canais certos

O marketing digital oferece uma alta variedade de canais que você pode utilizar para impactar o seu público: redes sociais, anúncios, e-mail marketing, SMS, entre outros. No entanto, isso não significa que você precise usar todos eles. O que define uma boa estratégia é o uso dos canais certos. Não caia no erro comum de tentar abraçar o mundo sozinho e exagerar nos meios utilizados. Considere o perfil do seu cliente e da sua empresa e atue somente no nicho que fizer sentido.

4. Não segmentar suas campanhas

Um dos principais atrativos que o marketing digital possui se refere a todo o seu potencial envolvendo a segmentação de conteúdo. De forma fácil e rápida, você consegue exibir a publicidade certa para o público que mais teria afinidade com ela, aumentando consideravelmente sua taxa de sucesso.

Portanto, fica claro o quanto ignorar essa possibilidade é um dos erros no marketing digital. Não deixe de segmentar suas campanhas e garanta resultados melhores.

5. Não acompanhar os resultados em tempo real

Outro grande benefício do meio digital é fornecer acesso às suas métricas de sucesso a partir do momento em que a sua campanha começa. Dessa forma, você consegue conferir se as suas iniciativas estão dando certo ou não, sem ter que esperar toda a ação terminar. Isso permite tomar decisões estratégicas de correção de rota conforme o necessário, seja para corrigir erros ou intensificar uma estratégia que está trazendo resultados melhores que o esperado.

Agora que você já conhece os principais erros no marketing digital, tem tudo o que precisa para evitar problemas ao implementar as suas estratégias. Trata-se de um meio que pode trazer excelentes retornos para empresas de diversos segmentos diferentes, mas somente com a implementação de uma estratégia eficaz.

Fique de olho nas tendências da área e traga a dose adequada de inovação para a sua campanha.

Você ainda tem alguma dúvida sobre esses erros no marketing digital? Deixe a sua pergunta nos comentários.

Que tal contar com um canal de marketing que faz a sua mensagem durar mais tempo? E, além disso, que está totalmente sob o seu controle para impactar sua audiência conforme preferir? Para aproveitar esses e outros benefícios, você tem que saber como fazer e-mail marketing da maneira correta.

Enviar mensagens estratégicas para o seu público é um caminho bastante eficaz para direcionar ofertas para as pessoas certas. É você quem decide o conteúdo e a audiência que será impactada por ele. Poucos canais de marketing da atualidade oferecem tanta flexibilidade quanto esse.

Para que seja possível acessar todos os benefícios dessa estratégia, você precisa de uma abordagem que gere identificação junto ao seu público e à identidade da sua marca. Além disso, a sua oferta tem que realmente agregar valor à sua audiência.

Utilize as 5 dicas a seguir para criar um e-mail marketing de sucesso para a sua empresa:

Defina objetivos concretos

Quer saber como fazer e-mail marketing da forma correta? Antes de tudo, é essencial que você defina quais são os seus objetivos com essa iniciativa. O que você deseja conquistar? Aumentar as vendas de determinado serviço ou levar mais acessos para o seu blog? Seja o que for, determine uma meta a ser batida para que todos os esforços da sua estratégia sejam condicionados a ela.

Conte com um layout responsivo

Parte de como fazer e-mail marketing envolve antecipar as expectativas do público. O seu material está preparado para ser visualizado em dispositivos móveis? É possível frustrar muita gente ao contar com um layout que quebra quando acessado pelo celular. Além disso, certifique-se que os links contidos no seu e-mail também direcionem a um site responsivo.

Use o tom de linguagem certo

As pessoas só aceitam uma oferta quando você usa o tom correto com elas. Para isso, é preciso conhecer o perfil do seu público e adaptar a linguagem usada em seu conteúdo para gerar identificação. Se existe um abismo entre a forma como a sua empresa se expressa e como o destinatário quer ser tratado, fica mais difícil estabelecer uma comunicação eficaz.

Segmente os seus envios

Quem disse que você precisa mandar o mesmo e-mail para toda a sua lista de contatos? Pelo contrário! Uma das grandes vantagens do e-mail marketing é que é possível dividir sua audiência baseando-se em alguns critérios que façam sentido para o seu negócio e, assim, produzir conteúdo focado nessas particularidades. Por exemplo, para um público que não compra de você há mais de 3 meses, vale a pena enviar um cupom de desconto para motivar o retorno.

Aprenda com os seus resultados

Todas as decisões tomadas até aqui precisam ser corroboradas pelos seus resultados. Essa é a única forma de confirmar se você sabe como fazer e-mail marketing corretamente e se a estratégia deu certo. Então, certifique-se de acompanhar os seus resultados e aprender com eles. A partir dos números, é possível saber muito a respeito das preferências do seu público.

Agora que você já sabe como fazer e-mail marketing da forma adequada, está na hora de colocar em prática as ideias que você aprendeu. Lembre-se de que a sua estratégia precisa estar em plena evolução, nunca ficando estagnada. Afinal, isso pode ser altamente prejudicial para os seus resultados. Fique de olho nas últimas tendências da área para se renovar constantemente.

Essas informações ajudaram você? Então compartilhe o artigo nas suas redes sociais!

Diante da grande quantidade de empresas que utilizam as redes sociais para se aproximarem dos clientes, o Facebook criou o WhatsApp Business. Este aplicativo com uma versão diferente ajuda na estratégia de vendas e marketing.

Ele contribui para conseguir informações necessárias para a montagem de uma estratégia diferenciada a partir das várias funções que tem. Além disso, passa mais credibilidade, praticidade e qualidade na hora de se relacionar com os consumidores.

Você já providenciou um WhatsApp Business para a sua empresa? Ainda não? Então baixe agora mesmo, porque nós vamos lhe ensinar a usá-lo para vender mais.

Tenha uma linha exclusiva para o negócio

Ainda é comum encontrar empreendedores que utilizam seu telefone pessoal para se relacionar com os clientes. Entretanto, essa não é uma prática ideal. O correto é ter um telefone exclusivo de atendimento para passar maior credibilidade.

Deve haver uma pessoa responsável pela administração da linha para garantir a padronização da linguagem, menor tempo de resposta, e que o cliente tenha uma boa experiência com o empreendimento.

Estabeleça um objetivo para o canal

Os objetivos podem ser variados: ter um grupo de comunicação, uma ouvidoria, enviar dicas conforme o público, divulgar promoções e outros. É possível trabalhar com um desses ou com todos, depende do resultado que a empresa quer alcançar.

Após definir a finalidade do WhatsApp Business, o gestor conseguirá planejar e distribuir adequadamente as atividades para que elas não se percam no decorrer do dia, e para que não se repitam. Essa organização é fundamental para o sucesso da estratégia.

Faça uso de chatbots

Os chatbots são ideais para realizar um atendimento básico de dúvidas e reclamações. Você pode escolher entre as diversas opções no mercado para integrar a sua linha do WhatsApp Business.

Essa inteligência artificial interpreta cada mensagem em forma de padrões. É daí que surgem aquelas respostas automatizadas. Elas são analisadas conforme o seu fluxo de atendimento, o que agiliza o processo e diminui a carga de trabalho do SAC.

Defina etiquetas de acordo com o funil de vendas

Falar em funil de vendas não é algo inédito para os vendedores. A novidade está nas etiquetas que possibilitam a marcação de pessoas e de mensagens.

O ideal é fazer a marcação conforme os nomes das etapas de seu processo de vendas. A partir desse critério, será possível separar as conversas e os contatos para facilitar o acompanhamento, bem como a evolução de cada um dos leads e clientes.

Mensure os resultados

Sabemos que todas as ações precisam ser avaliadas antes, durante e depois do processo. O que muitos não sabem é que o aplicativo tem uma função que ajuda a mensurar dados bem relevantes para as empresas.

O WhatsApp Business possibilita a conferência de mensagens enviadas com sucesso, entregue e lidas. Essa é apenas uma das várias métricas existentes que podem alavancar suas vendas de uma vez por todas!

Com a facilidade que o aplicativo proporciona às organizações, e com a grande quantidade de funções, vemos que investir nessa forma de comunicação e aproximação com o cliente é uma ótima saída para gerar valor para o negócio.

Além do WhatsApp Business, existem outras formas de melhorar sua estratégia de vendas e de marketing. Se quiser conhecer mais sobre essas alternativas e contribuir para o crescimento da empresa, siga-nos no Facebook e no Behance. Temos várias dicas para você!

Ter o maior buscador do mundo como aliado é extremamente positivo para a visibilidade do seu negócio. Ele é o site mais visitado da internet e pode se tornar o principal meio de acesso de clientes para a sua empresa. Só que, para isso, você precisa aprender como aparecer no Google.

Os sites que aparecem bem posicionados na lista de resultados não estão lá por sorte. Para marcar presença no buscador, é necessário deixar as suas páginas mais fáceis de serem “entendidas” pelo algoritmo.

Isso porque o papel do Google é varrer a internet em busca de conteúdo, e ele só dá a devida prioridade ao material que realmente mostra sua própria relevância. Se encontra problemas, dificilmente aquela página vai aparecer em um lugar de destaque.

Quer aprender como ganhar esse espaço tão importante? Então, veja a seguir as principais técnicas de SEO para aparecer no Google:

Defina palavras-chave estratégicas

Ao criar o seu conteúdo, dedique uma atenção especial a especificar uma palavra-chave pela qual seus visitantes devem chegar até sua página. Você pode pesquisar em ferramentas como o Keyword Tool para escolher aquelas que têm mais buscas, por exemplo.

Mas tenha bom senso: escolha opções que tenham relação com o seu conteúdo, senão você poderá sofrer com penalidades. Certifique-se de usar essa palavra-chave um bom número de vezes nas suas páginas, mas sem exagerar.

Configure as suas meta tags

Você sabia que é possível controlar os campos de título e descrição que aparecem no Google? Aliás, é recomendado que você otimize esses espaços para aumentar suas chances de subir no ranking do buscador.

Para isso, é necessário configurar as meta tags: title e description. Se você usa WordPress para gerenciar seu conteúdo, pode fazer isso usando o plug-in Yoast SEO. Lembre-se de incluir a sua palavra-chave nessas tags para fortalecer sua otimização.

Tenha um layout responsivo

Pensou que para aparecer no Google bastava se preocupar com o uso de palavras-chave? Pois, não é só isso. Como o buscador quer sempre oferecer o melhor conteúdo aos seus usuários, você precisa garantir que o seu site se enquadre nessa categoria.

Recentemente, o Google passou a dar prioridade às páginas que funcionam bem em dispositivos móveis. Portanto, certifique-se de que seu layout seja responsivo e ofereça uma boa experiência a quem chega até o seu site por qualquer meio.

Melhore a performance do site

Além de se preocupar com o layout responsivo, busque outras formas de entregar qualidade aos seus visitantes.

Um bom jeito de conseguir isso é garantir que as suas páginas carreguem rapidamente, com alta performance. Evite elementos muito pesados, como imagens sem compressão e um código-fonte ineficiente.

Faça uma varredura em seu site para deixá-lo mais rápido e, assim, ganhar posições no Google.

Não tente burlar o sistema

Pode ser grande a tentação de aproveitar algumas táticas suspeitas para obter tráfego de forma rápida e fácil, mas tome muito cuidado: o Google não perdoa e penaliza severamente os sites que tentam burlar seu algoritmo ao inflar artificialmente sua relevância.

É muito mais eficaz se concentrar em iniciativas adequadas de SEO, que conseguem ajudar você a aparecer no Google e não trazem riscos para a sua visibilidade.

Agora que você já sabe como começar com as técnicas de SEO para aparecer no Google, está na hora de colocar os seus planos em prática. Faça uma análise do seu conteúdo em busca de oportunidades para melhorar a otimização e conquistar mais força para sua marca. Siga as nossas dicas para sempre acertar na abordagem.

Quer ficar por dentro de muito mais novidades e ideias como essas? Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma atualização!

Com um mercado acelerado e com constantes mudanças, é necessário estar sempre atento à estratégia organizacional para manter a competitividade. Dentre os pontos a serem observados, as tendências de SEO se destacam como uma das principais.

O Search Engine Optimization (SEO) é uma ciência nada exata e que mexe com a cabeça de quem trabalha com marketing de conteúdo. Entretanto, não precisa se desesperar! É possível fazer previsões para auxiliar o planejamento e tomar decisões corretas.

Foi pensando em você que quer aprimorar as técnicas de SEO da sua empresa que o post de hoje foi feito. Confira as principais tendências que farão toda a diferença no mercado!

1. Algoritmo do Google

Com constantes atualizações e com a imprevisibilidade do algoritmo, muitas pessoas se preocupam em demasia com o impacto que o Google pode ter na estratégia de SEO. O objetivo dessas mudanças é sempre melhorar a experiência do usuário.

Dessa forma, o importante é entender o funcionamento das métricas para que sua empresa também possa oferecer uma experiência melhor. Com tantos fatores de rankeamento, vai se destacar aquela empresa que souber entender o comportamento dos usuários.

2. Velocidade de carregamento

Embora seja uma tendência desde 2010, a velocidade de carregamento foi confirmada recentemente como um fator de rankeamento do Google. Os HTTPs deixam o site mais lento caso não sejam transferidos também para o HTTP/2.

Sendo assim, para garantir maior velocidade, a dica é mudar para o HTTP 2.0. Complementarmente, também é necessário otimizar o CSS, JavaScript, HTML e demais ferramentas que possam prejudicar a velocidade e, consequentemente, sua estratégia SEO.

3. Dispositivos móveis

Influenciado por meios de pagamento como PagSeguro, Moip e plataformas e-commerce, as vendas por dispositivos móveis ultrapassaram a quantidade de vendas por desktop. Outro influenciador é a acessibilidade.

Por isso, é fundamental ficar atento aos números desses dispositivos. A relevância, taxa de conversão, posicionamento e visibilidade dos sites são algumas das métricas importantes para o negócio.

4. Busca por voz

Pelo fato de ainda não ser tão popular no Brasil, são poucas as empresas que estão atentas a busca por voz. Para sair na frente da concorrência, a dica é observar os assistentes pessoais, como a Siri e Google Home, e se preparar para atender essa demanda.

Para se ter uma ideia de como essa tendência é real, o Google noticiou que, em 2016, as pesquisas por voz representavam 20%. A expectativa, segundo o ComScore, é que essa demanda seja de 50% em 2020.

5. Conteúdo

Sim, o conteúdo continuará sendo o principal fator de sucesso de uma estratégia SEO. A novidade é que as regras de punição para posts falsos ou de baixa qualidade estarão mais rigorosas. É preciso se engajar muito para conseguir destaque agora.

Uma boa maneira de alcançar seus objetivos é produzindo material diversificado. Aposte nos infográficos, podcasts, imagens, apresentações e demais variações que você julgar relevantes para o seu público.

6. Páginas não seguras

Desde outubro de 2017 o Google Chrome passou a acusar as páginas não seguras. Apesar de ser uma vantagem para o leitor, isso prejudica consideravelmente a taxa de conversão frente à coleta de novos leads.

Futuramente, é possível que os sites confiáveis comecem a receber pontuação diferente dos demais no ranking de posições. Você não vai querer ficar para trás, não é mesmo? Garanta que todos os inputs sejam HPPTs para que isso não aconteça.

Por mais que essas sejam as principais dicas para manter a competitividade do seu negócio, você não pode deixar de se atualizar constantemente. Procure sempre estar, pelo menos, um passo a frente da sua concorrência.

Entretanto, de nada adianta ficar por dentro das tendências de SEO se você não sabe como tornar essas informações vantajosas. Por isso, confira também nosso post sobre como utilizar as regras de SEO em seu site para melhorar sua estratégia. Boa leitura!

Produzir o tipo de conteúdo certo para as várias etapas do funil de vendas é essencial para impactar de forma eficaz as personas da sua campanha. Errar nesse quesito vai tornar mais difícil o processo de atração do público, prejudicando os seus resultados nos passos seguintes.

O funil de vendas é um recurso bastante valioso para planejar o seu conteúdo e garantir que tudo consiga atrair os perfis certos e levá-los para mais perto dos seus produtos. Possibilita que você lembre das expectativas das personas e tenha o melhor material para oferecer a elas.

Em geral, é no topo de funil que devem ficar as abordagens mais abrangentes. Afinal, o objetivo é atrair o máximo de público. No meio, você tem que começar a investir em conteúdo mais especializado para satisfazer quem quer se aprofundar. O intuito de tudo é levar a persona até o fundo de funil, onde a sua solução é apresentada de maneira aberta e detalhada.

Confira a seguir qual é o conteúdo certo para cada uma das etapas do funil de vendas:

Topo de funil

Materiais mais indicados: blog posts, posts em redes sociais e infográficos.

É no topo de funil que a persona tem o primeiro contato com a marca, então é preciso se lembrar de que ela pode ainda não estar interessada no seu produto. Ela nem sabe que está passando por um problema que a sua solução pode resolver.

Distribuir conteúdo por meio das redes sociais e de um blog corporativo é o melhor caminho para atrair visitantes para o seu funil de vendas. O topo é uma das etapas do funil de vendas em que você deve focar em volume — tanto de publicações, quanto de público.

Meio de funil

Materiais mais indicados: e-books, webinars e páginas de conversão.

No meio de funil, a sua persona já está aprendendo que possui um problema e está disposta a conhecer caminhos para solucioná-lo. É uma das etapas do funil de vendas em que você tem que oferecer um conteúdo com aprofundamento maior, focado em ações práticas.

Para isso, é recomendado usar formatos que permitam mais desenvolvimento de texto, como e-books e whitepapers. Além disso, você pode começar a usar páginas de conversão para captar dados desses leads e impactá-los com um material ainda mais estratégico depois.

Fundo de funil

Materiais mais indicados: páginas do seu produto, cases de sucesso e pesquisas de mercado.

Depois de nutrir a sua persona com conteúdo de qualidade que satisfaz às necessidades dela e de conduzi-la até o fundo de funil, chega o momento de apresentar o seu produto.

Das etapas do funil de vendas, essa é a única onde você deve falar abertamente da sua solução e elencar as suas vantagens. Afinal, o público está disposto a contar com um produto eficaz e tem o perfil necessário para se tornar seu cliente.

Agora que você já conhece os melhores tipos de conteúdo para utilizar em cada uma das etapas do funil de vendas, já pode começar a planejar a sua estratégia.

Lembre-se da importância de considerar o perfil do seu público e quais materiais seriam atrativos para essas pessoas. Além disso, é essencial que você acompanhe os seus resultados em tempo real para detectar oportunidades de melhorias e correções.

Aprenda mais sobre como tornar a atuação da sua marca na internet mais estratégica. Veja no blog qual é a importância de estruturar a presença online da sua marca.

Com o início de um novo ano, é necessário se voltar para as tendências de marketing que têm tudo para dominar o mercado e oferecem à sua marca a relevância e o sucesso que ela tanto deseja. São ideias promissoras que utilizam as melhores tecnologias à disposição e levam em consideração o comportamento do público para criar campanhas eficazes.

A tecnologia evolui a passos largos e, com isso, sempre podem surgir novidades que causam impactos positivos nas estratégias de marketing. Esse é um meio que se apoia bastante em possibilidades inovadoras para surpreender o público e se destacar em relação aos concorrentes.

Com toda essa evolução, é possível prever algumas ideias que têm grandes chances de ditar os rumos do marketing em 2018. Leve em consideração as necessidades da sua marca e o cenário em que ela está inserida para elaborar um planejamento que inclua as melhores ideias desse tipo.

Confira 5 tendências de marketing para acompanhar em 2018:

1. Transmissões ao vivo

Com a melhoria das conexões à internet dos dispositivos móveis e novas capacidades dos aplicativos da atualidade, transmissões ao vivo se tornaram um meio bastante eficaz para as marcas chamarem a atenção do público e entregarem um conteúdo que atrai engajamento. Essa possibilidade está presente nas principais redes sociais que temos hoje, como Facebook e Instagram. Portanto, dá para atingir o seu público onde ele já está.

2. Influenciadores digitais

Eles são personalidades altamente relevantes em seus respectivos segmentos que podem emprestar sua credibilidade e audiência para aumentar a visibilidade dos seus produtos ou serviços.

O segredo para o sucesso está em escolher muito bem quem será o influenciador digital escolhido, já que existem muitos, e seus nichos são bem distribuídos. É possível obter resultados excelentes ao associar a imagem de uma personalidade como essa à sua marca.

3. Chatbots

Automatize o atendimento da sua empresa e ofereça respostas instantâneas para o seu público nos momentos em que ele mais precisa. A implementação de chatbots é uma das tendências de marketing porque permite que você personalize ao máximo a experiência, deixando esse robô perfeitamente capaz de trazer o que seus clientes precisam e ter um discurso alinhado com a sua marca e as particularidades dela.

4. Big Data

Nunca tivemos acesso a tantos dados como hoje, o próximo passo estratégico envolve transformá-los em informações acionáveis. Uma das tendências de marketing é ter os meios adequados para captar indicadores de diversos tipos e utilizá-los a favor das suas campanhas.

Um exemplo disso são dados referentes ao comportamento do seu potencial cliente: ao compreender os hábitos e processos dele, você poderá atrair muito mais visibilidade aos seus produtos.

5. Marketing de conteúdo

Essa é uma das ferramentas que possivelmente já faz parte da sua estratégia, mas precisa ser intensificada. O marketing de conteúdo tem como intuito aumentar a credibilidade da sua marca por meio da conquista de relevância em seu mercado. Você tem que contar com um planejamento direcionado a produzir um material que seja de interesse do seu público-alvo e consiga emplacar boas posições no Google. Ao mesmo tempo, deve servir de isca para suas ofertas.

A sua estratégia precisa estar sempre em plena evolução. Todos os dias podem surgir novas tendências de marketing que, como essas, revolucionam a maneira como sua empresa interage com o público e oferecem novas maneiras de obter sucesso. Evite que os seus concorrentes saiam na frente: fique de olho nessas movimentações e antecipe ideias vantajosas para se destacar em seu mercado.

Curtiu essas dicas? Então compartilhe o artigo nas suas redes sociais!

Desenvolver uma estratégia de divulgação para empreendimentos do setor de saúde (ou seja divulgar a sua clínica) pode gerar algumas dúvidas, pois trata-se de uma área com protocolos e regras muitos específicos, que impactam diretamente no bem-estar dos pacientes.

Além disso, muitas pessoas ficam com receio, pois não sabem por onde começar ou como analisar qual é a melhor opção para o seu negócio.

Preparamos algumas dicas para você aprender como divulgar a sua clínica de maneira eficaz e obter resultados concretos. Ficou curioso? Saiba mais a seguir!

1. Invista em branding e na identidade visual para divulgar a sua clínica

Branding é o processo que envolve desde a concepção da identidade visual até as ações cotidianas de marketing da empresa. Todo esse trabalho tem como objetivo tornar a marca conhecida e desejada pelos consumidores.

Possuir uma marca forte que passe credibilidade e segurança é bom para qualquer negócio, mas é ainda mais importante para as clínicas médicas. Nesse segmento é impensável o amadorismo. Trabalhar com bons profissionais de design para a criação de ícones, logos e layouts é essencial!

Uma dica é investir no desenvolvimento de uma papelaria completa — pastas, guias, receituários e envelopes — para ajudar a reforçar a sua marca, tornando seus esforços de divulgar a sua clínica mais efetivos.

Utilize também o poder das redes sociais para divulgação da empresa na internet. Página no Facebook e perfil no Instagram são ótimas ferramentas para colocar em prática estratégias de marketing digital.

2. Utilize o marketing de conteúdo para divulgar a sua clínica

A divulgação da clínica deve ter como foco chamar a atenção de novos clientes para que marquem uma consulta ou realizem um atendimento e, assim, transformá-los em clientes regulares.

O marketing de conteúdo é a estratégia certa para empresas que visam não apenas realizar uma venda, mas também conquistar uma carteira de clientes fiéis à sua marca. Por meio da disseminação de conteúdo relevante na web, é possível educar e tirar as dúvidas de seus consumidores, além de mapear todo o processo de compra do usuário, aplicando correções quase que em tempo real nas ações de marketing digital que estão sendo utilizadas.

3. Otimize o site para os mecanismos de busca

Para que estratégias de marketing digital sejam eficientes elas precisam, entre outras coisas, atingir muita gente, correto? Por essa razão, é preciso que o seu site esteja otimizado para os mecanismos de busca, como o Google, para que sua marca seja encontrada facilmente.

O marketing de conteúdo também impacta no ranqueamento de sites. Isso porque um dos fatores levados em consideração é a existência de material relevante. Quando um blog post é acessado de maneira constante, por exemplo, fica claro que o texto é do interesse de uma grande parcela dos acessos, indexando o site como um dos mais importantes para futuras pesquisas.

Além do marketing de conteúdo, é possível realizar auditorias na estrutura do site, verificar se o design é responsivo (mobile friendly), implementar a indexação semântica latente (LSI) e muitas outras funcionalidades.

Esses são alguns pontos a serem considerados no planejamento para divulgar a sua clínica de maneira eficiente. Continue em nosso blog e veja como as agências especializadas nesse segmento podem ajudar ainda mais no aumento da conversão de novos clientes.

O planejamento e o orçamento são partes importantes da estratégia de qualquer negócio. Isso é válido para diversos setores de uma empresa e também para o de marketing. Um orçamento de marketing bem feito é fundamental para garantir que os resultados financeiros de um negócio estejam de acordo com as metas inicialmente estipuladas.

Com o fim do ano se aproximando, as empresas começam a se preparar para definir o que será investido em 2018 e qual quantia do orçamento será destinada a cada área.

Como fazer um orçamento de marketing de forma a ajudar o seu negócio a ter os melhores resultados ao longo do próximo ano? Continue acompanhando a leitura e descubra o que não deixar de lado nessa hora.

A importância de um orçamento de marketing bem-feito

Um orçamento de marketing bem-feito é um dos responsáveis por garantir que o investimento dos recursos da empresa estejam sendo bem aplicados. Esse departamento lida, diretamente, com resultados de venda e conversão, e entender o quanto se investe e o quanto se tem de retorno é essencial para a saúde de qualquer negócio.

A comparação entre o que foi estimado e o que se gastou em realidade também é uma avaliação importante. Além de preparar um orçamento anual, é necessário voltar a ele, periodicamente, para entender possíveis gargalos e sugerir melhorias na distribuição da verba, aprimorando o trabalho como um todo.

O que não pode faltar em um orçamento de marketing para 2018

Uma das dicas para não errar ao iniciar o seu orçamento de marketing de 2018 é utilizar os anos anteriores como referência. A partir dos gastos passados, é possível ter uma noção clara do que esperar no ano seguinte, assim como identificar as possíveis necessidades de ajustes.

Lembre-se de sempre trabalhar com uma margem de segurança. Considere um valor final de até 20% a mais do que o calculado para o seu orçamento. Essa variação pode ser considerada dentro da normalidade da flutuação de preços de fornecedores e também é uma forma de lidar com possíveis imprevistos.

Previsão de gastos

Quais os gastos associados ao seu time de marketing? Essa resposta precisa estar na ponta da língua — e também na ponta do lápis, para garantir o sucesso do seu orçamento de 2018.

As tarefas do seu time de marketing podem ser divididas com uma (ou mais de uma) agência de publicidade, e é preciso entender se esse gasto deve ser considerado no seu budget.

Quais os softwares pagos que o seu time de marketing utiliza? Quais os contratos com ferramentas que estão prestes a vencer? Quando? Quanto de investimento de mídia em redes sociais você planeja gastar ao longo do ano? Quais materiais gráficos serão utilizados?

Obviamente, você não conseguirá responder muitas dessas perguntas com precisão nesse momento. Não se preocupe. Elas estão aqui apenas para guiá-lo no desenvolvimento do seu orçamento.

O nosso próximo tópico pode ajudá-lo a responder algumas delas um pouco melhor.

Calendário de ações

Pensar um calendário de ações para a sua marca é uma ótima forma de antecipar alguns dos possíveis gastos do seu time de marketing. É necessário levar em conta as possíveis datas relevantes aos seus clientes, como eventos internos que serão liderados por essa equipe. Novamente, é importante poder contar com planejamentos e orçamentos prévios para comparações.

Esse tipo de pensamento ajuda a dividir a sua verba de forma mais apropriada ao longo do ano. Se você atua em uma empresa de eletroeletrônicos, provavelmente, precisará destinar uma verba maior para os meses de novembro e dezembro, por causa da Black Friday e do Natal, por exemplo.

O orçamento financeiro do seu time de marketing precisa ser pensado de forma estratégica. Uma boa definição de gastos ajuda a definir metas mais próximas da realidade e também permite que as expectativas sejam alinhadas de acordo com o que é investido na área.

Entender a importância de um bom orçamento de marketing pode fazer toda a diferença para a sua empresa no ano que vem.

Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber novos conteúdos relevantes direto no seu e-mail. Até a próxima!