Se você faz o acompanhamento diário do site da sua empresa, certamente já percebeu que é necessário traçar uma estratégia para transformar os visitantes em consumidores, certo? É aí que entra a Landing Page!

Para criar uma página capaz de gerar bons leads para o blog, é preciso estar atento a alguns fatores, tais como a criação, a otimização e a avaliação dos resultados. Não sabe por onde começar? Não se preocupe! Após ler o post de hoje, você estará apto a direcionar sua empresa para o crescimento.

Confira!

O que é Landing Page?

A tradução literal para o termo em inglês é “página de aterrissagem”. Sua conceituação dentro do marketing digital está relacionada às páginas que contém elementos voltados para a conversão do visitante em lead  ou seja, em cliente.

As landing pages são muito importantes para empresas que desejam ter taxas de conversão maiores nas páginas. Elas funcionam como uma página de aterrissagem depois que o usuário busca por determinado assunto no Google e acessa um post em um blog.

Em outras palavras, é uma troca de valores entre site e cliente em potencial. O site oferece um conteúdo de valor e, como pagamento, o visitante fornece suas informações de contato.

Dúvidas frequentes

1. O que são os itens básicos?

Inicialmente, é feita uma oferta de um produto ou serviço. A base para isso é a estratégia de Marketing Digital da organização. Os e-books são exemplos de materiais muito utilizados para gerar valor e convencer o visitante a fornecer seus dados.

Apesar de ser um conteúdo gratuito, o usuário precisa preencher um formulário com algumas informações de contato  como o nome e e-mail. Dessa forma, a empresa adquire dados que direcionam o visitante ao fundo do funil.

A conclusão da ação se dá por meio do clique do usuário no CTA (call to action), que contribui para a mensuração dos resultados da ação. Assim, os itens básicos são compostos por: oferta, formulário e CTA.

2. Como garantir que o visitante permaneça na página?

Os usuários são imediatistas. Eles gostam de bater o olho na página e encontrar o que procuram. Isso torna mais difícil manter o cliente potencial por mais tempo no site. Para garantir o foco, a dica é abrir mão dos menus, links e demais elementos.

3. O que são leads?

Os leads têm algumas funções dentro da estratégia de Marketing Digital. Reduzir o custo de retenção do cliente, adquirir mais informações sobre o público e segmentar os contatos de acordo com a área de interesse são algumas delas.

Entretanto, a principal função dos leads é representar uma oportunidade de venda para a empresa, que deve trabalhar suas ações de modo a converter em clientes os contatos que demonstram interesse a respeito dos bens ou serviços da organização.

4. Qual a diferença entre Landing Page e Homepage?

Confundir os dois é um erro muito comum entre as pessoas que estão começando. Essa confusão se dá pela proximidade do nome apenas, já que as duas páginas têm funções distintas.

A Homepage é aquela página inicial que é acessada ao entrar no site  ela contém um menu e informações gerais sobre a empresa. Já a Landing Page é a página que oferece material gratuito como forma de armazenar informações do usuário.

E então, conseguiu tirar suas dúvidas sobre Landing Page? Agora que você já entendeu a importância dessa estratégia, aproveite para saber o que é geração de leads e como isso pode ajudar você a conseguir clientes!

Se você está em busca de formas de inovar as estratégias de marketing digital da sua empresa para fortalecer sua marca, conquistar clientes e aumentar as vendas, provavelmente já ouviu falar sobre o poder dos webinars, não é? Para que a estratégia funcione, é preciso entender o passo a passo de como fazer um webinar.

Podemos dizer que os webinars vieram para substituir as palestras, workshops e apresentações presenciais. Com a força da Internet, hoje é possível ministrar aulas pela rede em tempo real, com muito mais facilidade e um alcance ilimitado de público, diferente do que aconteceria em uma sala de aula dentro de um espaço físico.

Neste post, você vai entender de vez o que é um webinar e como alcançar o sucesso com essa estratégia. Continue a leitura e tire suas dúvidas!

Como fazer um webinar

Para começar, um webinar pode ser apresentado tanto ao vivo  o que é mais indicado para o engajamento com o público, que pode participar com comentários e perguntas  ou ser gravado e transmitido em horários pré-determinados.  

Definido esses pontos, você deve escolher o tema e a data da apresentação, criar uma landing page que chame a atenção dos usuários e divulgar a transmissão. Para produzir esse conteúdo, é necessário escolher uma das plataformas que oferecem o serviço. Há opções pagas e gratuitas, como o Google Hangouts e o Facebook.

4 dicas para que as estratégias de sua empresa tenham sucesso

Como você viu, o processo para se fazer um webinar é simples, mas isso não quer dizer que não demande um bom planejamento. Para ajudar você nessa tarefa, vamos mostrar algumas dicas que trazem bons resultados:

Defina bem os objetivos

Para que os webinars chamem a atenção e provoquem engajamento, refletindo positivamente nas vendas, é necessário que os objetivos estejam bem estabelecidos. Cada conteúdo deve ter uma meta, que pode ser gerar novas leads (clientes em potencial), fazer com que as atuais avancem na jornada de compras ou melhorar sua presença online, por exemplo.

Analise o tema

Sobre o que exatamente o webinar de sua empresa irá tratar? Depois de ter definido o objetivo da ação, é hora de pensar na escolha do tema. Para isso, pesquise os blog posts da sua empresa que abordam os assuntos de maior sucesso, ou analise as palavras-chave mais buscadas pelos usuários.

Divulgue

Seria uma pena fazer toda essa preparação para, na data escolhida, ter pouca adesão do público, concorda? Por isso, investir na divulgação dos seus webinars é fundamental. É possível, por exemplo, encaminhar e-mails marketing, divulgar nas redes sociais, fazer anúncios em redes como o Facebook Ads e incluir call to actions em conteúdos do site.

Prepare o ambiente

Na data do webinar, quando o conteúdo já estiver planejado e os convites realizados, é hora de se preparar para o que vai acontecer a seguir. Nessa etapa, você deve organizar o local onde o webinar acontecerá, avisar a quem for necessário para que não haja interrupções e avisar um pouco antes, por meio das redes, que a aula irá começar. Outro ponto fundamental é testar todos os equipamentos, os programas e o aplicativo de transmissão. Dessa forma, fica muito mais fácil evitar problemas.

Hoje, os vídeos são os campeões de engajamento nas redes sociais. Utilizá-los para passar o conhecimento de seu negócio por meio dos webinars é uma ótima estratégia para conquistar novos clientes e fidelizar os que já existem. Isso se converte em faturamento e em mais visibilidade para o seu negócio.

Gostou de saber como fazer um webinar e acha que essa pode ser uma estratégia eficiente para a sua empresa? Entre em contato conosco e entenda como podemos ajudar você a colocar essa ideia em prática!

Você já ouviu falar no Prêmio Content Marketing Awards? Trata-se de uma iniciativa do Content Marketing Institute, empresa peso-pesado em Marketing de Conteúdo nos Estados Unidos. A premiação traz sempre uma lista de cases instrutivos para quem é do ramo ou se interessa pelo assunto, e na lista dos laureados de 2016 há histórias incríveis que todo empreendedor deve conhecer.

O que mais chamou atenção na edição do prêmio esse ano foi a percepção da consistência dos benefícios do Marketing de Conteúdo. Presente nas estratégias de negócios das principais marcas globais, listamos os principais deles no post de hoje:

1. Efetividade da Comunicação

Não há mais como negar o fato de que a mídia tradicional tem sido cada vez menos eficiente. O modelo tradicional de publicidade está desgastado e exige, a cada nova campanha, mais investimentos para obter resultados. Ainda assim, o nível de atenção do consumidor atingido, que nem sempre faz parte do público-alvo da empresa, reduziu drasticamente com o advento das novas tecnologias.

Por outro lado, o tempo dedicado às redes sociais e às mídias digitais cresce cada vez mais. O Marketing de Conteúdo concorre, hoje, em disponibilidade, retenção e principalmente em prestígio com as mídias tradicionais, levando vantagem em todos os quesitos por investir em estratégias focadas no consumidor certo.

2. Sintonia com a perspectiva dos clientes

A comunicação tradicional é sempre de mão única: trata-se de um monólogo cerimonioso e distante em que as empresas apenas conseguem emitir suas mensagens, sem obter retorno da outra parte.

Já o Marketing de Conteúdo é interativo e social por natureza. Ele interage o tempo inteiro com o consumidor, trocando ideias, conhecimentos e acatando sugestões e opiniões, fator que aproxima as marcas diretamente de seus públicos.

Com a comunicação mais estreita e direta, o alinhamento de perspectivas e modos de pensar surge como uma consequência natural, permitindo às empresas conhecerem seu público a fundo e investir em suas dores e necessidades.

A empatia com o seu mercado-alvo é um prêmio valioso, e as marcas que investem em Marketing de Conteúdo estão conseguindo obtê-la com esforços bem planejados e visão estratégica.

3. Aumento da relevância da mensagem

Outro ponto importante constatado pelo Marketing de Conteúdo é a formação de “evangelizadores da marca”. Pense na lógica das redes sociais: os amigos são formadores de opinião naturais, e seus compartilhamentos, reações espontâneas e feedbacks positivos valem ouro.

Na internet, consumidores satisfeitos são fruto de uma identificação de valores autêntica e legítima com os produtos e serviços oferecidos por uma empresa, tornando-os poderosos porta-vozes das marcas para toda a sua rede de relacionamentos. O Marketing de Conteúdo conquista essa identificação pessoal como nenhuma outra modalidade de comunicação!

4. Maior alcance com menos custos

Finalmente, esse talvez seja o benefício econômico mais relevante do Marketing de Conteúdo, e o que mais o diferencia das mídias tradicionais. Os usuários podem compartilhar conteúdos com os quais se identificam sem que você tenha que arcar com nenhum custo, aumentando o alcance de um texto, anúncio ou campanha, por exemplo.

Em outras palavras, o compartilhamento multiplica o efeito de uma mensagem, levando-a a um número maior de pessoas sem que a empresa precise pagar a mais por isso. Publicando conteúdos relevantes para o seu público, você certamente alcançará um número muito maior de usuários.

A edição 2016 do Content Marketing Award comprova que a fase de testes passou: o Marketing de Conteúdo já mostrou a que veio para ficar e beneficiar todo tipo de empreendimento. Quer continuar por dentro das melhores estratégias para o seu negócio? Curta nossa página no Facebook e não perca nenhum conteúdo!

uma-introducao-ao-inbound-marketing Veja 4 benefícios do Marketing de Conteúdo para o seu negócio