A satisfação dos seus funcionários é o que determina o sucesso das iniciativas do seu negócio. Para ter bons resultados em suas ações estratégicas é necessário buscar inspiração em empresas referências em endomarketing.

O principal ponto do endomarketing é este: o colaborador deve ser tratado como se fosse o cliente final. Um funcionário mais satisfeito é capaz de produzir mais e gerar entregas de mais qualidade para a empresa.

Para contar com esses retornos positivos, basta se inspirar em cases de sucesso. Algumas empresas referências em endomarketing têm um histórico de planejarem e executarem estratégias voltadas para a satisfação e o engajamento dos seus colaboradores que podem ser replicadas por você. Basta entender bem suas necessidades e se adaptar!

Veja a seguir 5 cases de empresas que são referências em endomarketing!

1. Best Buy

Vendo o seu índice de rotatividade atingir cerca de 60%, a rede de lojas de eletrônicos Best Buy implementou uma iniciativa inovadora e se tornou uma das empresas referências em endomarketing.

Ela criou a Blue Shirt Nation, uma rede social voltada para os seus funcionários publicarem dicas, trocarem experiências e interagirem mais de maneira independente de hierarquia. A ideia fez com que o turnover caísse para 12%.

2. Wise Up

A rede de escolas de idiomas enxergou o valor de proporcionar o devido reconhecimento ao funcionário que gera bons retornos à empresa.

Foi criado o programa Hunting Winners, cujo objetivo era estimular os colaboradores a captarem alunos para a escola em uma estrutura semelhante a um game. Os melhores vendedores recebiam uma homenagem em um evento especial transmitido para toda a rede.

3. Portobello

Todo profissional é capaz de obter um ganho substancial de motivação ao ter um plano de carreira e uma cultura interna bem desenhados, que correspondam aos seus objetivos. Foi pensando nisso que a Portobello, uma das maiores empresas do setor de fabricação de cerâmica no Brasil, acabou se tornando uma das empresas referências em endomarketing.

O seu programa de desenvolvimento tem como foco um plano de carreira com transparência e acompanhamento próximo de progresso.

4. MRS Logística

Pode ser que a sua empresa esteja precisando de uma renovação em sua estratégia já existente de endomarketing. Nesse caso, vale a pena implementar uma iniciativa como a da MRS Logística para captar o máximo de informações pertinentes.

Depois de realizar uma pesquisa para avaliar a satisfação dos funcionários com sua comunicação interna, a empresa passou a adotar diversas iniciativas com o intuito de engajá-los. Os canais de endomarketing foram melhorados, contando com uma estratégia robusta voltada para a integração entre colaboradores e para o compartilhamento de informações.

5. Fiat

A fabricante mundial de automóveis leva bastante a sério a máxima de que o endomarketing deve colocar o funcionário em primeiro lugar. São os colaboradores da empresa os primeiros a fazer test-drivers em seus lançamentos.

Além disso, as iniciativas da empresa chegam até as famílias dos funcionários, oferecendo festas de aniversário, de casamento e debutantes para os parentes nessas datas especiais. Por fim, há também a ação “Fale com o presidente”, em que qualquer profissional pode se comunicar com o dono da empresa.

Com todos esses exemplos de empresas referências em endomarketing, você já tem tudo o que precisa para estruturar o seu próprio plano. Leve em consideração as necessidades e particularidades do seu mercado sem deixar de ouvir a sua equipe e oferecer a ela a estrutura adequada para ser mais feliz trabalhando para você.

Continue aprendendo mais sobre estratégias eficientes de marketing para os negócios: curta a nossa página no Facebook!

Ao pensarmos na comunicação de uma empresa, nem sempre lembramos que ela vai muito além da divulgação e representação da imagem da marca. É mais fácil pensar que as estratégias se resumem a isso quando o resultado não é tão direto e visível quanto um produto ou serviço final.

Mas não é bem assim, não é? A comunicação tem diferentes funções e opera em quase todos setores da empresa. Afinal, tem como uma organização funcionar sem equilíbrio e interação entre os funcionários da gestão? E sem a comunicação externa?

Tudo isso pode e deve ser integrado para que seja possível obter resultados cada vez melhores em suas ações. A sua equipe vai produzir mais e melhor e a sua empresa conseguirá impactar públicos inéditos com essas mudanças positivas. Assim, todos ganham.

Elaboramos algumas dicas para você evitar esses problemas e garantir uma comunicação integral e efetiva. Confira!

Determine quais são os seus objetivos

Por que você deseja saber como integrar a comunicação interna e externa da sua empresa? Quais objetivos pretende atingir com essas ações? É necessário ter isso em mente antes de pensar no que será feito, já que é um detalhe que pode mudar todo o seu planejamento.

Vamos supor que você queira transformar os seus funcionários em defensores da sua marca para aumentar a visibilidade dela para o público externo. Trata-se de um objetivo bastante válido para integração de comunicação interna e externa. Portanto, a meta é relacionada à divulgação da sua marca.

Dessa forma, você tem meios para mensurar os seus resultados durante a sua ação para se certificar do sucesso dela. Nesse caso, vale a pena avaliar de que forma a divulgação da sua equipe está revertendo em novos negócios para a sua empresa.

Tenha um setor dedicado ao bem-estar da equipe

Nesse setor, os membros do seu time são clientes e devem ser tratados como tais. O que isso significa? Eles têm que ser compreendidos por seus desejos e necessidades, e a empresa deve fazer de tudo para mantê-los satisfeitos.

Isso é fundamental para o cotidiano da organização. Se os colaboradores não se sentem valorizados ou necessários para o funcionamento do negócio, não são produtivos e podem até mesmo desistir do cargo.

Esse setor ou núcleo pode ficar encarregado de elaborar estratégias de endomarketing, ou seja, práticas que visam aumentar a autoestima dos membros e a interação entre eles.

Desenvolva ações de integração interna

Nenhuma empresa sobrevive ao ter seus funcionários apenas interagindo dentro do contexto de trabalho. Ao seguir a dica do item anterior, o próximo passo deverá contar com um setor voltado para a integração interna, com o planejamento e execução de ações estratégicas.

É possível envolver ações pequenas, como um mural de fotos do cotidiano do pessoal ou projetos maiores, como eventos internos para os membros (um happy hour ou celebração de aniversário da empresa, por exemplo).

Você não precisa se limitar a ações menores, porém. Que tal levar toda a equipe para uma viagem de integração? Ou investir em eventos recorrentes envolvendo esportes e qualidade de vida? Explore todas as possibilidades até tomar suas decisões.

Utilize canais de informação

É essencial para a comunicação interna que todos os funcionários saibam o que está acontecendo na empresa. Quais projetos estão em andamento? Como está a situação financeira? Quais são as metas para a gestão?

Tudo isso deve ser de conhecimento geral para evitar quaisquer tipos de falhas de comunicação externa e interna e para impulsionar a produtividade da empresa.

Há diversas maneiras de garantir essa interação: murais com organogramas ou notícias da organização; boletim eletrônico semanal, no qual cada setor escreve sobre o que está fazendo ou já fez; jornal da empresa; aplicativos de comunicação.

Desenvolva uma identidade

Sem características e ideais próprias, a marca torna-se sem sentido para o público interno e externo. Ninguém se identifica com uma organização cujas propostas não vão além do lucro, certo?

Os clientes precisam saber a diferença entre você e a concorrência. Por que eles devem te contratar? O que você pode oferecer que outros não podem? Com uma identidade coesa e bem elaborada, seu público-alvo entenderá seu propósito e pensará em você primeiro. A comunicação externa é essencial para isso!

Para os funcionários não é tão diferente: os membros precisam de um cargo que tenha algum propósito, algum diferencial. Se eles entendem a cultura da empresa, conseguem se identificar e trabalhar de forma mais produtiva no ambiente da organização.

Use ferramentas inteligentes

A evolução da tecnologia permitiu que uma série de novas possibilidades se tornassem acessíveis a diversas áreas da comunicação. Uma ótima forma de como integrar a comunicação interna e externa envolve usar ferramentas para otimizar esse trabalho.

Vamos supor que você tenha planejado uma série de ações envolvendo disparos de e-mails estratégicos em datas especiais. Isso pode trazer ótimos resultados tanto para o público interno como externo. No entanto, pode prejudicar a produtividade da equipe se tiver que ser realizado manualmente.

Que tal usar uma ferramenta de automação de marketing? A partir de algo assim, você pode impactar o público com uma comunicação direcionada de maneira automática baseada em contextos específicos. Explore essa possibilidade e melhore ainda mais a sua estratégia.

Obtenha feedbacks com frequência

Quer ter certeza de que você realmente sabe como integrar a comunicação interna e externa? O melhor caminho para isso é mensurar os resultados das suas ações. A partir dos seus feedbacks, é possível perceber oportunidades de melhoria em seu planejamento.

Faça uma pesquisa de opinião com sua equipe para avaliar as suas iniciativas. Use as informações obtidas para buscar maneiras de melhorar ainda mais a sua comunicação. Pode ser que você não esteja enxergando possibilidades que são claras para o restante da equipe.

Basear-se em resultados para tomar decisões é algo essencial para qualquer iniciativa de comunicação, tanto interna quanto externa. Não ignore essa ideia, já que ela é capaz de garantir que as suas ações permaneçam nos trilhos.

Coloque seus planos em prática

A valorização da comunicação na empresa a torna diferenciada. É perceptível seu valor no mercado, sua conexão com o público e sua coerência nos projetos.

A produtividade cresce absurdamente quando existe concordância acerca da missão, dos valores e das metas da organização. E isso reflete para o público externo, aumentando o alcance do público alvo e a consequente conversão de clientes.

Algumas ideias para uma comunicação integrada são campanhas institucionais, mídias sociais que conversam com o público, branding, blog da empresa com conteúdo relevante, Inbound Marketing, marketing de relacionamento e muito mais!

Conseguiu entender a importância da comunicação externa e interna para uma organização? Continue por dentro de todas as novidades relacionadas a essa área: basta curtir a nossa página no Facebook!

Quando pensamos na comunicação de uma empresa, nem sempre lembramos que ela vai muito além da divulgação e representação da imagem da marca. É mais fácil pensar que as estratégias se resumem a isso quando o resultado não é tão direto e visível quanto um produto ou serviço final.

Mas na realidade isso não é bem assim, não é? A comunicação tem diferentes funções e opera em quase todos os setores da empresa — afinal, não é possível uma organização funcionar sem equilíbrio e interação entre os funcionários da gestão, muito menos sem a comunicação externa?

Para integrar comunicação interna e externa de forma eficiente, portanto, é necessário que você compreenda todos os fatores envolvidos nesse processo. Neste post, elaboramos 7 dicas para evitar esses problemas e garantir uma comunicação integral e efetiva. Confira!

DICA 7 – TENHA UM SETOR DEDICADO AO BEM-ESTAR DOS MEMBROS

Nesse setor, os membros são clientes e devem ser tratados assim. O que isso significa? Eles devem ser compreendidos por seus desejos e necessidades, e a empresa deve fazer de tudo para mantê-los satisfeitos.

Isso é fundamental para o cotidiano da organização. Se os colaboradores não se sentem valorizados ou necessários para o funcionamento do negócio, não são produtivos e podem até mesmo desistir do cargo.

Esse setor ou núcleo pode ficar encarregado de elaborar estratégias de endomarketing, ou seja, práticas que visam aumentar a autoestima dos membros e a interação entre eles.

Pode-se envolver ações pequenas, como um mural de fotos do cotidiano do pessoal ou projetos maiores, como eventos de integração para os membros (uma happy hour ou celebração de aniversário da empresa, por exemplo).

DICA 6 – UTILIZE CANAIS DE INFORMAÇÃO

É essencial para a comunicação interna que todos os funcionários saibam o que está acontecendo na empresa. Quais projetos estão em andamento? Como está a situação financeira? Quais são as metas para a gestão?

Tudo isso deve ser de conhecimento geral para evitar quaisquer tipos de falhas de comunicação externa e interna e para impulsionar a produtividade da empresa.

Há diversas maneiras de garantir essa interação: murais com organogramas ou notícias da organização; boletim eletrônico semanal, no qual cada setor escreve sobre o que está fazendo ou já fez; jornal da empresa; aplicativos de comunicação.

DICA 5 – TENHA UMA IDENTIDADE

Sem características e ideais próprios a marca torna-se sem sentido para o público interno e externo. Ninguém se identifica com uma organização cujas propostas não vão além do lucro, certo?

Os clientes precisam saber a diferença entre você e a concorrência. Por que eles devem lhe contratar? O que você pode oferecer que outros não podem? Com uma identidade coesa e bem elaborada, o público-alvo entenderá o seu propósito e pensará em você primeiro. A comunicação externa é essencial para isso!

Para os funcionários não é tão diferente: os membros precisam de um cargo que tenha algum propósito, algum diferencial. Se eles entendem a cultura da empresa, conseguem se identificar e trabalhar de forma mais produtiva no ambiente da organização, fator preponderante em empresas de sucesso.

DICA 4 – VALORIZE A COMUNICAÇÃO INTEGRADA

A valorização da comunicação na empresa a torna diferenciada. É perceptível seu valor no mercado, sua conexão com o público e sua coerência nos projetos.

A produtividade cresce absurdamente quando existe concordância acerca da missão, dos valores e das metas da organização. E isso reflete para o público externo, aumentando o alcance e a consequente conversão de clientes.

Algumas ideias para uma comunicação integrada são campanhas institucionais, mídias sociais que conversam com o público, branding, blog da empresa com conteúdo relevante, Inbound Marketing, marketing de relacionamento, entre outros.

A aplicação de qualquer um desses conceitos depende de um planejamento e de uma troca de figurinhas que possa trazer benefícios. Enquanto há setores que focam na criação, há aqueles que conseguem captar melhor os resultados das ações (setor de marketing e vendas ilustram bem esse exemplo). 

Isso mostra que mais do que obter informações, é preciso saber o que fazer com elas. Então essa integração permite trazer o externo para dentro da empresa e identificar como proceder a partir dessa coleta de dados.

DICA 3 – ELABORE MATERIAIS DIDÁTICOS E DIRETOS 

As mudanças fazem parte da rotina de quem busca resultados melhores. Por esse motivo, é preciso encontrar medidas capazes não só de facilitar a compreensão do que deve ser feito, mas também amenizar o impacto que essas alterações geram no cotidiano. Sob esse prisma, a elaboração de materiais didáticos e diretos é uma boa solução.

Além disso, é uma excelente forma de organizar as informações e otimizar o processo de mudança, facilitando para que essa adaptação gere o menor número de dúvidas e erros possíveis.

DICA 2 – CRIE E FORTALECEÇA CANAIS DE FEEDBACK   

Mencionamos em um tópico anterior a importância do feedback, mas como isso pode ser realizado de maneira funcional? Na parte externa, o ideal é utilizar canais variados como formulários no site, redes sociais, e-mail e até mesmo destinar um espaço físico para ouvir a opinião dos clientes. 

A partir disso, é possível utilizar recursos internos para trabalhar com essas informações. Reuniões periódicas e o uso da tecnologia para o cruzamento de dados (softwares) são alguns dos exemplos de como realizar esse tipo de ação. Isso ajuda também para que a atividade seja feita da forma menos hierárquica possível. 

A troca de informações é uma atividade que trabalha em prol do bem mais valioso da empresa, que é o cliente e a sua experiência. Essa realidade mostra que é preciso vencer todos os obstáculos e direcionar os esforços necessários para obter isso de forma sistemática.

DICA 1 – INVISTA NA MOTIVAÇÃO

Algumas medidas citadas favorecem o surgimento de melhores resultados. Isso advém da eficiência em integrar comunicação interna e externa da empresa. É natural que, a partir disso, os profissionais se sintam motivados. 

Mas é possível fazer dessa motivação uma cultura da empresa, especialmente valorizando os resultados obtidos de maneira conjunta. Esse reconhecimento oficial tem um peso tão grande ou maior do que os números estarem numa crescente constante.

Lembrando também que o bem-estar de todos é fundamental para uma integração bem feita em termos de comunicação. Qualquer coisa longe disso não trará grandes resultados, até mesmo por soar como medidas forçadas.

Seguindo estas dicas é possível ter um panorama de como fazer essa implementação de maneira prática e funcional, evitando assim o custoso processo de tentativa e erro e tendo um passo a passo seguro de ser feito.

Gostou deste artigo e acha que ele pode ajudar outros gestores? Compartilhe-os em suas redes sociais e mostre aos seus colegas que você está por dentro da importância de integrar comunicação interna e externa!

Você consegue pensar em alguma grande marca que ainda não investe em presença online? Fundamental para se manter em destaque na era digital, as empresas tem investido cada vez mais em e-commerces, sites, redes sociais e todos os canais online capazes de tornar uma marca realmente forte.

Essa revolução digital também gerou uma mudança de hábito no consumidor. Não é à toa que, hoje, as pessoas utilizam cada vez mais a internet para encontrar empresas, produtos e serviços.

Se a sua marca ainda não está no meio digital, é hora de mudar isso já! Entenda agora qual é a importância da presença online e como fazer a sua empresa crescer na internet:

O que é presença online?

A presença online é, de forma geral, uma soma de personalidades, identidades e competências criadas por uma pessoa ou empresa no meio digital. Mas não basta apenas criar um canal na internet e esperar os resultados. Para realmente marcar presença online, suas interações no meio digital devem ser bem planejadas.

Qual é a importância da presença online?

Se você está pensando que a sua empresa não precisa estar na internet porque “não vende nada digital”, saiba que esse é um grande equívoco. Independentemente do setor em que você atua e do tamanho do seu negócio, seus clientes e colaboradores já esperam que você esteja online. Além disso, você pode estar perdendo uma ótima chance de ampliar sua base de clientes e aumentar seus lucros.

Quais são as vantagens?

Acesso 24 horas por dia

A internet está sempre disponível e nunca se cansa de apresentar o seu negócio. Qualquer pessoa pode procurar por seus produtos às três horas da manhã de um domingo, véspera de feriado, e dar de cara com as suas ofertas. Aliás, clientes que você nem sabia que existiam poderão achar a sua empresa!

Conveniência e praticidade

O que é mais conveniente: andar de loja em loja apenas em uma área específica da cidade ou pesquisar em todas as lojas do país no conforto do lar? A resposta é óbvia: o internauta não precisa nem esperar pelo fim do expediente, pois é muito simples finalizar uma compra direto do local de trabalho.

Novos contatos

As mídias sociais são ferramentas especialmente desenvolvidas para criar relacionamentos. Os clientes e os consumidores em potencial poderão interagir com a sua empresa, ainda mais se a sua marca tiver um rosto e uma personalidade no meio digital. Além disso, você passará a conhecer melhor o seu público-alvo.

Estratégias de marketing eficientes

Existem estratégias de marketing digital para todo tipo de negócio. Uma presença online permite que a sua empresa faça o próprio marketing, sem estourar o orçamento, enquanto atinge uma considerável quantidade de pessoas. E, ainda, o Google e as redes sociais, como o Facebook, são capazes de colocar a sua marca em um holofote para milhões de pessoas.

Feedback imediato

Quando acontece algum problema, o cliente quer resolvê-lo o quanto antes. Por meio de um serviço de atendimento ao cliente online, a sua empresa recebe o feedback e é a primeira a saber o que aconteceu. Com uma equipe bem treinada, a resolução do conflito pode vir em questão de minutos. O cliente agradece.

Reputação comprovada

Uma empresa que monitora sua presença online acaba respondendo rápido a críticas e comentários negativos. Com o tempo, esse cuidado todo será revertido em uma reputação cinco estrelas e você verá sua marca divulgada! Diante de um mercado tão concorrido, uma reputação nas alturas vale mais do que ouro.

Práticas que ajudam a melhorar sua presença online

Utilize as redes sociais

Seu público certamente estará presente nas redes sociais, seja no Facebook, no Twitter ou no Instagram. Sendo assim, por que não apostar na criação de uma comunicação que atinja os interesses dessas pessoas no local em que elas se encontram?

O segredo aqui é preparar um tipo de abordagem específico para cada rede. Desenvolva um planejamento estratégico para que cada nova postagem aconteça de maneira criteriosa, facilitando o alcance de objetivos maiores para a empresa.

É bom lembrar que as redes sociais diferem muito entre si no que diz respeito à linguagem e até à maneira de interação. Por isso, é preciso que essa abordagem seja feita de acordo com as características de cada site.

Faça anúncios

Para aparecer em ambiente online você pode ser específico no oferecimento de anúncios. Com campanhas pagas, é possível fazer com que a sua empresa apareça em locais estratégicos da rede.

Exemplos disso são o Google, o Facebook e o YouTube, três dos sites que concentram boa parte da audiência atual. Com o Google Adwords, por exemplo, é possível ter um alcance significativo, com o diferencial de pagar apenas pelo clique, ou seja, você só gasta quando alguém efetivamente clicar no seu anúncio.

Além dele, ferramentas como o Facebook Ads e o YouTube Ads, exclusivas desses sites, também garantem boa influência sobre o consumidor, criando oportunidades para que sua empresa venda mais.

Tenha um bom site

Não basta somente ter uma página interessante na internet. Para que ela, de fato, traga resultados relevantes para sua empresa, é fundamental trabalhar com técnicas de Search Engine Optimization, o famoso SEO. Com ele, você gera tráfego para o site, fazendo com que fique otimizado para os mecanismos de busca.

É importante ter uma estratégia para lidar com sites como o Google, o Yahoo e o Bing, pois são eles que impulsionam a maioria do tráfego na internet. Quando as páginas de seu site são aperfeiçoadas para terem maior destaque nos motores de busca, a tendência é que sua audiência seja maior e mais qualificada.

Movimente o blog da empresa

Da mesma forma, produzindo conteúdos relevantes você tem como manter seu público-alvo atualizado em relação ao universo de sua marca e, mais do que isso, consegue promovê-la como autoridade em sua área de atuação. Isso é muito importante, pois gera no consumidor a confiança no trabalho de sua empresa.

É preciso investir no oferecimento de conteúdo de qualidade, bem escrito e periodicamente renovado. Assim, além da mídia paga, você terá também como obter benefícios com o tráfego orgânico, ou seja, com a vinda espontânea de visitantes para a página da sua empresa.

Pense nos dispositivos móveis

Em tempos em que a maioria das pessoas acessa a internet via dispositivos móveis, nada melhor do que aperfeiçoar a página da sua empresa para que ela seja acessível independentemente do tipo de aparelho usado. Assim, você garante a visibilidade que precisa mesmo quando o acesso é feito pelo smartphone ou tablet.

A palavra certa para tanto é responsividade. É preciso que o site da sua empresa seja responsivo, ou seja, que se adapte à tela de qualquer dispositivo, permitindo uma navegação com respostas rápidas ao visitante sem que imagens, textos, botões, entre outros, se revelem incompatíveis com o aparelho utilizado.

Enfim, a presença online já deixou de ser uma opção para se tornar uma obrigatoriedade para empresas que procuram atingir um grande público. Sendo assim, é preciso considerar as boas práticas que permitem que ela seja um diferencial para o negócio. Fique atento a elas e comece a obter benefícios. Entre em contato com a Humann e saiba como podemos ajudar a sua empresa a crescer.