15/08/2017 - 08:31
Marketing de Relacionamento

Marketing de Relacionamento: 4 práticas essenciais para melhorar os seus resultados

Em um mercado cada vez mais competitivo e saturado, não é raro nos depararmos com empresas oferecendo produtos semelhantes e investindo em melhorias. Nesse contexto, destacar-se virou um desafio. Mas você sabia que o marketing de relacionamento, além de ser menos oneroso, pode ser o diferencial que o seu negócio precisa?

Pensando nisso, no post de hoje você vai entender o que é e como funciona o marketing de relacionamento, bem como conferir as melhores práticas para implementá-lo na sua empresa. Acompanhe!

O que é marketing de relacionamento?

Ao contrário do que parece, o marketing de relacionamento não é simplesmente uma variação do marketing. Trata-se, na verdade, de uma ferramenta que tem o objetivo de estabelecer um relacionamento direto com o público, visando resultados em longo prazo.

Especialistas afirmam que ele nada mais é do que todas as ações executadas por sua empresa com foco em estabelecer e manter um relacionamento positivo com os clientes.

Na prática, empresas que investem no relacionamento com o cliente, como Nubank e Outback, acabam conseguindo mídia espontânea e um grande alcance para as suas ações — o que, definitivamente, não seria possível de outra forma.

Como implantá-lo?

O primeiro passo a ser tomado ao inserir estratégias de marketing de relacionamento em seu negócio é fazer com que toda a equipe tenha internalizado a cultura do bom relacionamento com os clientes desde o primeiro contato, seja pessoalmente, por telefone ou e-mail.

Depois, é necessário entender a fundo o seu consumidor. Para isso, determine uma persona e atribua características ao seu perfil, como a sua linguagem, gostos e hobbies.

Já é de conhecimento comum que manter um cliente é mais barato do que investir na recuperação ou prospecção de novos, logo, investir em marketing de relacionamento é uma forma de economizar tempo e dinheiro.

Quais são as suas práticas mais comuns?

Dentre as diversas ações de relacionamento que sua empresa pode (e deve) realizar, as mais comuns são:

1. Programas de fidelidade

Como o próprio nome já diz, essa prática consiste em criar um programa de recompensas que incentive o cliente a divulgar e continuar consumindo os produtos ou serviços oferecidos por sua empresa.

Você pode, por exemplo, estabelecer um sistema de pontuação por compras ou por novas indicações. O importante é que o programa seja bem elaborado para não gerar prejuízos à empresa e para que o cliente compreenda com facilidade o que deve fazer para pontuar.

Além disso, as recompensas devem valer o esforço do seu cliente. Não adianta oferecer uma vantagem que não seja interessante para ele ou descontos em lojas que ele não costuma frequentar. Um programa de relacionamento deve ser baseado em uma troca justa, caso contrário, tende a fracassar.

2. Datas especiais

Todo mundo gosta de se sentir especial. Em um contexto corporativo, demonstrar que a empresa se lembrou do aniversário do cliente, por exemplo, é algo que gera um grande impacto.

Nessas ocasiões, você pode enviar a ele uma mensagem com ofertas exclusivas ou até mesmo algum presente. Tudo vai depender do quão importante esse cliente realmente é para a sua empresa.

Outras datas especiais incluem:

  • marcos criados por você, como depois de um determinado número de negócios fechados;
  • dia em que cliente e loja fecharam o primeiro negócio;
  • datas comemorativas em geral como dia das mães, dia da mulher, entre outras.

3. Software de CRM

De nada adianta aplicar as práticas acima se você não possui uma lista de contatos atualizada e com informações estratégicas.

Por meio de um software de CRM (Customer Relationship Management, ou Gestão de Relacionamento com o Cliente), é possível identificar quais são os clientes mais valiosos para a sua empresa.

Assim, torna-se mais fácil direcionar a produção de conteúdo, criar estratégias personalizadas e segmentar o seu público de diversas maneiras. Confira algumas abaixo:

  • dados demográficos, como local, sexo e faixa etária;
  •  interesses, como marcas preferidas, esportes, bandas e programas de TV;
  • uso das redes sociais. Se os seus clientes usam muito o Twitter, por exemplo, invista em uma estratégia nessa rede. Além disso, pelo número de amigos nas redes sociais, é possível escolher para quem enviar amostras grátis ou peças para testes.

4. Estratégia de e-mail marketing

O e-mail continua sendo uma ótima ferramenta de relacionamento. Mas, para que isso ocorra de maneira eficiente, é imprescindível que o cliente conceda permissão.

Essa autorização pode ser conquistada de diversas maneiras, como a troca do e-mail por um conteúdo especial ou um cadastro no site para a participação em uma promoção.

Feito isso, use os softwares de CRM ao seu favor. Envie conteúdos relevantes e não se esqueça de facilitar o cancelamento da subscrição. Não seja invasivo e se comunique apenas com aqueles clientes que concederam essa permissão para você.

5. Redes sociais como um canal direto

O poder das redes como um canal direto de atendimento é inegável. Com elas, é possível se comunicar com os consumidores de forma eficiente e espontânea. Todavia, para que uma estratégia de marketing de relacionamento nas redes sociais funcione, é necessário ser natural e falar a língua do público.

Hoje em dia, quem procura por um produto ou serviço espera não somente encontrar informações sobre ele, como também que a marca consiga esclarecer possíveis dúvidas antes mesmo de o negócio ser fechado. Além disso, para que esse cliente permaneça interessado e interagindo com as suas publicações, é fundamental que ele se identifique com o conteúdo que você publica.

Para isso, fique atento a detalhes como:

  • mantenha um fluxo de publicações constantes para mostrar que as suas redes são atualizadas;
  • prefira investir em posts relevantes para o seu público e não em diversas ofertas. Lembre-se de que a intenção é firmar um relacionamento com o cliente;
  • considere contar com uma equipe de atendimento e criação para as suas redes sociais. Elas são ferramentas muito importantes para serem negligenciadas;
  • segundo a Forbes, vendedores que usam as redes sociais vendem mais. Sendo assim, integre relacionamento com atendimento e venda mais com a ajuda dos seus perfis.

6. Vantagens para clientes antigos

Um equívoco cometido por muitos empresários e diretores de marketing é focar as campanhas de mídia somente na fase de atração de clientes. Promoções para novos assinantes e descontos nas primeiras compras podem até funcionar na hora de conseguir novos compradores, mas e os clientes mais antigos?

Esse é um detalhe importante e deve ser pensado sempre que uma nova promoção for criada. Para colocar essas ações em operação, uma dica é manter informações atualizadas sobre seu público e automatizar o marketing. Assim, você consegue disparar e-mails com ofertas exclusivas para os clientes antigos sobre produtos pesquisados, por exemplo.

Agora que você entende a importância do marketing de relacionamento para o fortalecimento da sua empresa, não deixe de colocar em prática as dicas mencionadas no post de hoje!

Para ficar sempre por dentro de novidades relevantes e conteúdos como esse, não deixe de assinar a nossa newsletter!


Nome completo

E-mail

Digite sua mensagem aqui